Arquivo para outubro \17\UTC 2011

Aonde foi?

Aonde foram todas aquelas palavras mágicas, agora que eu preciso tanto? Aonde anda aquele seu jeito doce de alegrar? Chama ele aqui, fala que eu to com saudade, faz ele voltar. Fala para aquele danado que sem ele eu to no sal.

Pra onde foi aquele abraço simples, cúmplice, que costumava fundir nossas vontades e no enganar direitinho, no deixando à margem de um futuro incerto, cheio de cores….cores pretas e brancas?

Aonde se esconde aquele sorriso? Que traduzia aos meus olhos leigos um pouco da felicidade quando se mostrava e prometia o mundo.

Procuro também pelo nosso som. Você o viu? Claro que não besta! Som a gente ouve, mas já faz tempo que eu não ouço nada, e nesse silêncio, vou ficando tanto tempo sem entender as coisas que começo a perguntar sobre tudo como uma criança que tenho certeza que ainda sou. E com tantas dúvidas, não tenho dúvidas que elas se convergem em uma só: Aonde está você…